Publicidade

Grupo Boticário e Suzano desenvolvem embalagem de amostras livre de plásticos

Compartilhar

Com produção média anual de 30 milhões de amostras de perfumaria em embalagem plástica, a parceria visa alternativas com material sustentável, aumentando a reciclabilidade e contribuindo com meio ambiente

Editado por Flavius Deliberalli

O Grupo Boticário e a Suzano anunciaram que estão à frente do projeto Amostragem do Bem, que busca desenvolver uma inédita embalagem livre de plásticos para amostras de flaconetes de 1ml de perfumaria.

Alavancando a inovação em produtos, processos, novas metodologias e tecnologias, o projeto, segundo as empresas envolvidas, deve impactar positivamente o meio ambiente.

O produto é feito com o Greenpack®, papel da Suzano desenvolvido especificamente para embalagens flexíveis e produzido a partir de matéria-prima de fonte renovável, biodegradável e reciclável. As embalagens das amostras são produzidas pela All 4 Labels e pelo Grupo Leclair Cosméticos, que é o responsável pelo envasamento.

Considerar o impacto do consumo já faz parte da estratégia de negócio de toda a cadeia produtiva do Grupo Boticário. Para os consumidores, a preocupação com o meio ambiente também já está no centro da tomada de decisão pela compra de produtos. De acordo com uma pesquisa nacional realizada pela Perception e a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), em 2019, 74% dos consumidores se declararam preocupados com o meio ambiente. Desses, 37% associam o conceito de sustentabilidade a ideias como reciclagem de lixo e descarte apropriado de materiais e 27%, à redução do consumo de plástico. Por isso, a parceria entre o Grupo Boticário e a Suzano engloba parte da questão dos resíduos plásticos. Com um volume médio anual de 30 milhões de amostras de flaconetes, o que equivale a 21,2 toneladas de plástico, o Amostragem do Bem deve substituir os filmes usados atualmente, formados por uma mistura de plásticos (PE e PET).

“O Grupo Boticário sempre esteve comprometido com o desenvolvimento sustentável, antes mesmo da sigla ESG se popularizar. Temos na companhia uma visão ampliada de toda a nossa cadeia de valor, monitorando tendências, riscos e oportunidades para aperfeiçoar a atuação da empresa, investindo em inovação e trabalhando de forma integrada com todo o negócio, associando ESG a metas e integrando times multidisciplinares”, explica Gustavo Dieamant, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Boticário.

O desenvolvimento da nova embalagem envolveu as equipes multidisciplinares de pesquisa e desenvolvimento, engenharia, negócios, industrial, comercial e performance de ambas as empresas. Após oito meses de estudos, em 2021, o Grupo Boticário realizou um piloto com a inovação para as amostragens de 1 ml de perfumaria de Velvet Exclusive, de Eudora.

“A sociedade está cada vez mais atenta aos produtos que consome e qual o impacto deles ao meio ambiente e à sociedade. Por isso, as embalagens de papel, desenvolvidas a partir de matéria-prima renovável, reciclável, compostável e biodegradável, estão cada vez mais presentes na vida das pessoas. Cabe a nós continuar desenvolvendo soluções que estejam conectadas com esse cuidado do consumidor”, afirma Guilherme Melhado, diretor de Operações Comerciais da Unidade de Papel e Embalagens da Suzano.


Mais informações:

Grupo Boticário
www.grupoboticario.com.br

Suzano
www.suzano.com.br




 

Conteúdo por:

Este post tem um comentário

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados