Publicidade

Conecta Verde

Voz dos Oceanos faz primeira expedição terrestre no Brasil para diagnosticar microplásticos em organismos marinhos consumidos pela população

Compartilhar

Expedição científica é guiada por pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) e percorre a costa brasileira, de Santa Catarina ao Pará

Editado por Flavius Deliberalli

Pouca gente sabe que, ao consumir ostras, vieiras e mexilhões, entre outros organismos marinhos chamados de bivalves (formados por uma concha de duas partes, as valvas), também está consumindo microplásticos que poluem os oceanos. Isso porque estes organismos são “filtradores” destes poluentes, que acabam consumidos pela população por meio da ingestão destes alimentos.

Por isso, a Voz dos Oceanos, projeto liderado pela Família Schurmann, realiza sua primeira expedição terrestre no Brasil para diagnosticar a presença de microplásticos em organismos marinhos na costa do país. A iniciativa é guiada por uma pesquisa científica em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e durante 70 dias, uma tripulação formada exclusivamente por mulheres percorrerá cerca de 20 cidades litorâneas de Santa Catarina ao Pará.

Ao longo da expedição, os bivalves serão coletados e enviados para análise nos laboratórios da Universidade de São Paulo (USP), em estudo inédito, coordenado pelo Prof. Dr. Alexander Turra. “Quando concluída, a pesquisa apresentará um diagnóstico de microplásticos em organismos marinhos, abordando, inclusive, a preocupação crescente com a segurança alimentar derivada da exposição humana por meio da ingestão de alimentos oriundos do mar. Nosso objetivo é analisar a presença de microplásticos em bivalves de interesse comercial, adquiridos em feiras e mercados em diversas localidades ao longo do trajeto dessa expedição científica da Voz dos Oceanos”, explica o professor Turra, coordenador da Cátedra UNESCO de Sustentabilidade Oceânica, do Instituto Oceanográfico da USP.

De acordo com os porta-vozes da Voz dos Oceanos, nos últimos dois anos foi percebido a presença de plástico e micro plástico em cerca de 100 destinos nas Américas Sul, Central e Norte e na Oceania. Agora, a expedição terrestre concretiza o pilar científico deste grande projeto e contribuirá para os esforços relacionados à redução a poluição dos mares e para mitigar o consumo de alimentos com microplásticos de origem marinha.

Mais informações:

Voz dos Oceanos
www.voiceoftheoceans.com

 

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados