Publicidade

Conecta Verde

Positivo Tecnologia adota bioplástico da ERT em embalagens de computadores

Compartilhar

Linhas de computadores das marcas Positivo e VAIO vão chegar ao consumidor envoltas pelo chamado “plástico-planta”

Editado por Flavius Deliberalli

Os computadores da Positivo Tecnologia passam a ser embalados com bioplástico 100% biodegradável e compostável da ERT. A estimativa é que, por mês, cerca de 25 mil equipamentos das linhas Positivo e VAIO cheguem ao mercado envoltos pelo material que, ao ser descartado, vira adubo em até 180 dias, conforme informações da ERT.

Também conhecido como “plástico-planta”, o bioplástico feito a partir da fermentação de cana-de-açúcar vai envolver os modelos de computadores das linhas Positivo, Positivo DUO, VAIO FE14 e VAIO FE15. Outros modelos que serão lançados este ano também já serão entregues embalados com material desenvolvido pela ERT e produzido pela Label Packing, fabricante de embalagens industriais e de varejo em Manaus (AM).

De acordo com a Positivo Tecnologia e a ERT, a substituição do plástico comum (derivado de petróleo) pela opção biodegradável nas embalagens dos computadores evitará que mais de quatro toneladas de resíduo plásticos sejam depositadas em lixões, aterros e oceanos, apenas no primeiro ano. A iniciativa faz parte de um movimento da Positivo Tecnologia em direção a um “computador verde”, com componentes que não gerem resíduos plásticos e agridam o meio ambiente ao fim da vida.

“A substituição das embalagens de plástico comum pelo plástico biocompostável da ERT é o primeiro passo de um projeto para tornar os equipamentos produzidos pela Positivo Tecnologia cada vez mais sustentáveis, além de alinhados às melhores práticas e tecnologias disponíveis no mercado. Estamos avançando nas pesquisas de aplicação da resina produzida pela ERT e estamos animados com os resultados”, diz Graciete Lima, responsável pelo Programa de Corporate Venture Capital da Positivo Tecnologia.

Para a ERT, a busca pela tecnologia e a produção do bioplástico coincidem com a identificação de potencial, no mercado local e internacional, de mudanças no padrão de consumo para alternativas mais sustentáveis.

“A indústria, os consumidores e os governos precisam participar dessa transformação. A substituição do plástico comum, que leva mais de 200 anos para se decompor, é urgente. O bioplástico da ERT vem atender essa demanda que é crescente e passa a ser compartilhada por diferentes gerações”, diz Kim Gurtensten Fabri, CEO da ERT.


Mais informações:

Positivo Tecnologia
www.positivotecnologia.com.br

ERT Bioplásticos
www.ertbio.com

 

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados