Publicidade

Conecta Verde

Colgate-Palmolive conquista a certificação “TRUE” de resíduo zero em plantas fabris

Compartilhar

Concedidas pela Green Business Certification Inc (GBCI), as certificações asseguram que mais de 90% dos resíduos produzidos não vão para aterros, estimulando a economia circular

Editado por Flavius Deliberalli

A Colgate-Palmolive é uma das primeiras empresa no Brasil a conquistar a certificação “TRUE” de resíduo zero em plantas fabris. Concedida pela Green Business Certification Inc, a certificação assegura que mais de 90% dos resíduos não perigosos produzidos nos locais certificados não vão para aterros sanitários ou incineração, estimulando a economia circular. As duas fábricas da Colgate-Palmolive no Brasil, em São Paulo (SP) e em São Bernardo do Campo (SP), acabam de receber a certificação na categoria Platinum, a de maior exigência pela GBCI.

As certificações “TRUE” de resíduo zero fazem parte da estratégia global de sustentabilidade da Colgate-Palmolive em busca de um futuro mais saudável para todas as pessoas, seus animais de estimação e nosso planeta. Com essas unidades, a empresa completa a certificação em 29 localidades pelo mundo e se aproxima ainda mais da meta de certificar 100% das operações globais até 2025. “Essa conquista é de extrema importância para nós. É um reconhecimento de que mudamos nossos conceitos e mindset sobre gestão de resíduos”, conta Riccardo Ricci, presidente da Colgate-Palmolive no Brasil.

A certificação “TRUE” é o primeiro programa internacional de certificação de resíduos zero dedicado a medir, melhorar e reconhecer o desempenho de instalações com resíduos zero, incentivando a adoção de práticas sustentáveis que contribuem para resultados ambientais, de saúde e econômicos positivos. A certificação obtida significa que, por ao menos 12 meses, mais de 90% de todos os resíduos não perigosos produzidos nas plantas da Colgate-Palmolive foram redirecionados de aterros sanitários para alternativas como reciclagem, além da adoção de práticas como a redução de geração de resíduos, o reuso, e a compostagem de materiais. Este marco também vem com a responsabilidade de manter a mencionada taxa de 90% e promover melhoria contínua nas instalações certificadas.

Além de reduzir a geração de resíduos em suas plantas, a Colgate-Palmolive passou a reutilizar interna e externamente materiais que antes eram descartados, como paletes. A empresa também promoveu mudanças na forma de recebimento de certos insumos (de embalagens para granel), além de implementar ações como o uso de caixas retornáveis na produção, envio de resíduos da produção de tubos de creme dental para fabricação de telhas e placas, transformação de lixo orgânico do restaurante em adubo, entre outras.

Para a Green Building Council Brasil, enfatizar a economia circular é uma prioridade e uma forma de enfrentar os desafios das mudanças climáticas, perda de biodiversidade, geração de resíduos e poluição. “Estamos muito felizes em contar com o case de sucesso e engajamento da Colgate, evidenciando que temos o apoio necessário de grandes lideranças para assumir maior responsabilidade e protagonismo no tema”, diz Felipe Faria, CEO do Green Building Council Brasil.


Mais informações:

Colgate-Palmolive
www.colgatepalmolive.com.br

 

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados