Publicidade

Conecta Verde

Livro “Consumo Verde” destaca a importância, a miopia e a demora das ações corporativas para o meio ambiente

Compartilhar

Objetivo do livro é inspirar ações que promovam a sustentabilidade e incentivem a criação de um mercado de massa de produtos verdes


Editado por Flavius Deliberalli / Crédito da imagem: Propmark

“Consumo Verde – a construção de um mercado de massa sustentável” é o mais recente livro de Ricardo Esturaro, CEO da Polinizar Educação, professor, empreendedor social e executivo de marketing.

Distante do modismo e do alarmismo que têm tomado conta do assunto, “consumo verde”, a publicação visa contribuir para o sucesso do lançamento de produtos e marcas verdes, abordando de forma objetiva e direta assuntos como os desafios da descarbonização da economia, da importância de uma transição social justa, da comunicação ambiental e das oportunidades e estratégias para a implantação de um mercado de consumo de massa sustentável.

“A discussão proposta gira em torno do papel que as empresas podem ter na construção de um mercado de consumo de massa sustentável. Considera, além disso, que esta jornada não pode ser feita sem a inclusão do personagem mais importante, o consumidor”, esclarece o autor.

Na publicação, o autor afirma ainda que o ambiente corporativo foi lento para incorporar a pauta ambiental e social nos negócios, o que é exemplificado com a análise de vários casos de empresas que cometeram erros e sofreram punições, como a destruição da reputação e perda de valor de mercado. Por outro lado, o autor também aponta caminhos de como uma estratégia sustentável pode proporcionar a liberdade para uma empresa operar, lucrar e crescer.

“Fiz uma análise sobre as dificuldades e as oportunidades de as empresas adaptarem os seus negócios para uma economia neutra em carbono e como os riscos climáticos estão afetando suas operações. Mais ainda, como as crises sociais podem se transformar em movimentos contrários à transição para uma economia de baixo carbono. Desemprego, inflação e mudanças demográficas são alguns dos gatilhos que podem desencadear crises sociais relacionadas aos desafios climáticos. Daí a necessidade de se pensar soluções que venham acompanhadas de duas palavras: solidariedade e doação”, diz Esturaro.

Por fim, o autor explica que o principal objetivo do livro é inspirar ações que promovam a sustentabilidade e incentivem a criação de um mercado de massa de produtos verdes produzidos com as melhores práticas ambientais, de forma a popularizar a sustentabilidade na sociedade.


Mais informações:

Editora Tira de Letra
www.tiradeletra.com.br

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados