Publicidade

Conecta Verde

Grupo Viveo passa a atestar a sustentabilidade de suas embalagens com o papelcartão da Papirus

Compartilhar

De acordo com a fabricante de papéis, iniciativa realizada por meio do Programa Papirus Circular já evitou a emissão de 119 toneladas de CO2 equivalente

Editado por Flavius Deliberalli

A Papirus, uma das principais fabricantes de papelcartão do país, firmou parceria com o Grupo Viveo, para que as embalagens das marcas Cremer, Bellacotton e Topz sejam produzidas com o papelcartão Vitacycle, cuja composição conta com 40% de aparas pós-consumo.

Além do uso de um papelcartão com características mais sustentáveis, a Viveo poderá atestar todo o processo de produção das embalagens por meio do programa Papirus Circular, que segundo a Papirus, rastreia a origem da matéria-prima utilizada na fabricação do papelcartão e certifica o processo em termos de sustentabilidade, gerando também créditos de reciclagem para essas marcas.

“Esta parceria é mais um passo importante em nossa jornada para impulsionar a sustentabilidade junto aos fabricantes de produtos de consumo”, afirma Amando Varella, co-CEO e diretor comercial e de marketing da Papirus, que destaca também que o fornecimento do papelcartão Vitacycle para a produção de embalagens permitirá ao Grupo Viveo atestar a sustentabilidade de todo o processo de fabricação das caixas.

O projeto envolve também a Gráfica Edelmann, responsável pela produção das embalagens, e a cleantech Polen, parceira da Papirus, que gera os créditos de reciclagem. A Polen é responsável por rastrear 100% das notas fiscais de entrada de material pós-consumo, disponibilizando todo o histórico da embalagem na landing page do projeto, cujos dados são atualizados conforme a produção das embalagens, comprovando a origem dos resíduos que foram reciclados e transformados em matéria-prima, e que passam a compor as embalagens do Grupo Viveo.

Conforme dados da Papirus, em apenas 11 meses (de janeiro a novembro), desde o início do projeto, foram utilizadas mais de 197 toneladas de aparas pós-consumo, para produzir o cartão Vitacycle que foi utilizado na fabricação das embalagens, em um volume suficiente para acondicionar 74.322.338 unidades. Para se ter uma ideia do impacto real neste processo, foi evitada a emissão de 119 toneladas de CO2 equivalente, o que podemos comparar a aproximadamente 1.400 viagens de avião entre Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) ou ao funcionamento ininterrupto, por um ano, de 670 geladeiras.


Mais informações:

Papirus
www.papirus.com

Viveo
https://lps.brpolen.com.br/viveo

Polen
www.brpolen.com.br

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados