Publicidade

Conecta Verde

Consumidor de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos está cada vez mais atento às atitudes de sustentabilidade e transparência das marcas

Compartilhar

Estudo mostra que 76% dos consumidores apontam as embalagens como principal atributo de sustentabilidade dos produtos

Editado por Flavius Deliberalli

As exigências dos consumidores por empresas éticas e sustentáveis não é mais uma tendência, e sim um movimento em curso na Indústria de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC).

A análise é do Instituto Mintel e foi debatida por especialistas do setor em recente evento realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

De acordo com a análise, o consumidor se tornou mais crítico ao modelo de atuação das empresas e aos produtos por elas ofertados, passando a observar como são produzidos, quais ingredientes são utilizados e como são embalados.

Outros dados importantes são de um levantamento realizado pela NielsenIQ, que mostram que 76% dos consumidores ouvidos apontam que o principal atributo de sustentabilidade percebido de um produto é a embalagem. Como oportunidades de ampliação do consumo desses produtos, 44% dos entrevistados sinalizam dificuldades em encontrar esse tipo de produto nos pontos de vendas e, 50,6% afirmaram que os produtos tendem a ser mais caros. Ainda segundo os dados apresentados pela NielsenIQ, pelo menos ¼ do faturamento da indústria de HPPC já vem de produtos da chamada “cesta green” de produtos.


Mais informações:

Abihpec
www.abihpec.org.br

NielsenIQ
https://nielseniq.com

Instituto Mintel
https://brasil.mintel.com/

 

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados