Publicidade

Unilever e Aptar lançam tampas em PCR feitas a partir de plástico flexível 100% reciclado

Compartilhar

Segundo empresa, essa inovação faz o plástico flexível entrar na circularidade e impulsiona o índice de recuperação e reciclagem desse material

Editado por Flavius Deliberalli

A Unilever, junto com a Ecological e a Aptar Beauty + Home, lança uma tampa 100% produzida a partir de plástico flexível reciclado em escala industrial. Feitas com plástico flexível pós-consumo (aquele usado em sachês), as tampas começam a ser usadas nas embalagens de cremes de tratamento para cabelos das marcas Seda e TRESemmé e, gradualmente, serão expandidas.

Essa inovação, de acordo com as empresas, coloca o plástico flexível no círculo de utilização do material ao fazê-lo retornar para a cadeia de produção, evitando sua ida para aterros, além de abrir portas para outras empresas utilizarem de tecnologia para a utilização do flexível reciclado, impulsionando o índice de reciclagem e de recuperação desse plástico. Atualmente, ele é muito baixo: apenas 3% do material é coletado e processado em todo o mundo, conforme dados da Fundação Ellen MacArthur.

A Aptar possui uma tecnologia que pode usar polipropileno biaxialmente orientado (BOPP), normalmente usado na fabricação de embalagens flexíveis, como filmes e rótulos, para criar tampas de PCR. Além de desenvolver soluções recicladas e recicláveis, o alto padrão de qualidade e resistência permite sua utilização em novas aplicações de produtos. Como o BOPP é considerado o segundo material mais usado em embalagens flexíveis, quando as tecnologias corretas de reciclagem estão em vigor, há uma grande oportunidade para o material reciclado ser recuperado e reutilizado.

“O destino do plástico flexível, aquele usado nos pouchs de molhos de tomate, sachês e afins, sempre foi uma preocupação quando pensamos na economia circular. Ele tem sido enviado para aterros há muito tempo e, agora, começamos a mudar essa realidade. Essa inovação comprova, mais uma vez, o pioneirismo da Unilever na agenda sustentável e o seu compromisso no combate à poluição plástica”, afirmou Zita Oliveira, gerente de sustentabilidade da Unilever para a América Latina.

“Desenvolver embalagens que contenham material reciclado e sejam recicláveis tem sido nosso principal objetivo nos últimos anos para os mercados de beleza, cuidados pessoais, cuidados com a casa, alimentos e bebidas. A parceria com a Unilever, que fez alterações em suas embalagens como forma de refletir o compromisso da empresa em reduzir o impacto ambiental e atender a demanda do consumidor, atenta às ações reais das empresas em relação à sustentabilidade, veio junto com o compromisso da Aptar em promover uma economia mais circular”, destaca Marcelo Santarelli, diretor de marketing, desenvolvimento e inovação para a América Latina da Aptar Beauty + Casa.

As empresas informaram também que essa transformação foi possível devido aos avanços tecnológicos dos equipamentos, como na etapa de lavagem do material coletado, que alcança as condições ideais requeridas, a substituição dos filmes multicamadas por monocamadas e a garantia de qualidade e conservação dos cremes armazenados. Os materiais flexíveis que antes seriam enviados para aterros agora são coletados e direcionados para o fornecedor de resina, que aplica as etapas de moagem, lavagem, extração de gases e processamento até chegar ao formato de “pellets” (bolinhas de resina plástica). Essa nova resina é utilizada na produção das tampas de TRESemmé e Seda, criando valor para o material reciclado e um destino nobre ao voltar para as mãos dos consumidores.


Mais informações:


Unilever
www.unilever.com.br

Aptar Beauty + Home
www.aptar.com

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados