Publicidade

Positiv.a lança sabão de coco em pó com nova embalagem

Compartilhar

Empresa destaca que nova embalagem é composta por papel 40% reciclado e reciclável, além de contar com saco de PLA biodegradável e compostável

Editado por Flavius Deliberalli / Crédito da Imagem: Vine Lima

A positiv.a, marca de produtos de limpeza e autocuidado ecológicos, anuncia o relançamento de um de seus produtos campeões de vendas, o sabão de coco com fórmula composta por óleo de coco bruto de origem vegetal e 93% de origem natural.

O produto também apresenta como destaque uma nova embalagem que contempla caixa externa produzida pela
Box Print, com papel 40% reciclado e reciclável, além de saco de PLA (biofilme feito de plantas) biodegradável e compostável e que, segundo a empresa, pode ser descartado junto ao lixo orgânico e leva até 20 meses para se decompor na natureza (ambientes terrosos ou aquáticos), transformando-se em fonte de energia para microrganismos, fungos e bactérias do ambiente onde é descartado.

A respeito do saco de PLA, a
positiv.a afirma ainda que este tem como utilidade a preservação do produto na embalagem, ou seja, evitar a perda ou ganho de umidade, garantindo que ele chegue intacto para o consumidor.

A empresa informou também que as fórmulas foram validadas por universidades dos países nos quais o fabricante parceiro atua. No Brasil, a parceria foi com a
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Os testes mediram o tempo de biodegradação em várias circunstâncias. Se cair no mar, será biodegradado em três a 10 meses. Já o descarte em compostagem caseira leva seis meses. Se for parar no meio ambiente pegando chuva ou sol, leva de três a 10 meses. No aterro sanitário, a biodegradação leva de seis a 20 meses”, explica
Marcella Zambardino, cofundadora e diretora de impacto da positiv.a.

Com as mudanças, a empresa afirma ainda que conseguiu melhorar a 
logística, o sabão não empedra e nem a caixa vasa durante o transporte. Além disso, também foi simplificada a quantidade de materiais que compõem a embalagem, o que é positivo para os catadores e cooperativas de reciclagem.


Mais informações:


positiv.a
www.positiva.eco.br

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados