Publicidade

Conecta Verde

Edukatu completa dez anos mobilizando a comunidade escolar para o consumo consciente

Compartilhar

Programa de aprendizagem sobre consumo consciente e sustentabilidade do Instituto Akatu já impactou mais de 350 mil pessoas

Editado por Flavius Deliberalli

O Edukatu, programa de aprendizagem sobre consumo consciente e sustentabilidade do Instituto Akatu, completou dez anos de atividades.

De acordo com o
Instituto Akatu, ao longo desse período, o programa, um dos maiores do país, impactou mais de 350 mil pessoas, sendo 19 mil educadores capacitados e 160 mil estudantes sensibilizados em temáticas socioambientais em quase 8 mil escolas brasileiras, sendo a sua grande maioria da rede pública.

Criado em setembro de 2013, o Edukatu promove o consumo consciente e a sustentabilidade nas instituições de ensino, em atividades que envolvem educadores, estudantes e comunidades escolares. Por meio de formações online ou presenciais, o foco é estimular a ação dos envolvidos e promover hábitos mais saudáveis e sustentáveis relacionados a temas como água, alimentação, resíduos e energia, por exemplo — tudo com metodologias pedagógicas próprias e em parceria com secretarias de educação estaduais e municipais.

“Os profissionais de educação que participam das nossas ações são 
muito engajados e interessados em mudar a realidade — principalmente das escolas públicas — e em formar cidadãs e cidadãos mais conscientes do seu papel no mundo”, exalta Gabriela D’Amaral, coordenadora de projetos de educação do Instituto Akatu, de projetos como Olimpíada pelo Clima e formações de educadores com foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Há dez anos, quando foi lançado, o
Edukatu superou diversas barreiras tecnológicas para levar temáticas socioambientais para escolas por todo o país, inclusive àquelas distantes dos centros urbanos. “Lançar o Edukatu foi um desafio gigantesco, porque foi algo muito inovador, um programa que sempre se propôs a romper barreiras e trabalhar com novas perspectivas”, recorda Denise Conselheiro, consultora e ex-gerente de educação do Instituto Akatu.


Mais informações:

Instituto Akatu
www.akatu.org.br

Edukatu
www.edukatu.org.br 

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados