Publicidade

Conecta Verde

Braskem, Antilhas e Solví criam embalagem 100% reciclável e feita com conteúdo pós-consumo para fertilizante orgânico

Compartilhar

Ecossistema de inovação criado pelas empresas visa impulsionar a economia circular, desde a concepção do produto até sua reinserção na cadeia produtiva

Editado por Flavius Deliberalli

A Braskem, fabricante de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, junto com a Antilhas, especialista em inovações e soluções em embalagens, e a Solví, referência em tratamento, destinação e valorização de resíduos, desenvolveram uma embalagem 100% reciclável stand-up pouch monomaterial com capacidade para armazenar 2 kg do fertilizante orgânico da Organosolví, empresa do Grupo Solví.

A embalagem, desenvolvida no Cazoolo, Lab de Design para Embalagens Circulares da Braskem, é produzida com polietileno (PE) e ainda conta com resina reciclada pós-consumo (PCR) Wenew, oriunda de logística reversa de embalagens flexíveis, em sua composição.

A solução será utilizada pela Organosolví, que produz fertilizantes orgânicos a partir da compostagem de resíduos e subprodutos orgânicos da agroindústria. Baseado nos conceitos de economia regenerativa, o fertilizante contribui para a recuperação dos sistemas naturais do solo, proporcionando uma nutrição segura para cultivo doméstico de plantas, flores e frutas, além de trazer benefícios para a saúde e bem-estar de quem o utiliza.

“Tudo começou quando a Organosolví, que já oferecia ao mercado um fertilizante orgânico obtido de forma 100% circular, decidiu levá-lo para o consumidor final, lançando o 1° produto de gondola do Grupo Solví para o varejo. Porém, um grande desafio foi encontrar no mercado uma embalagem que fosse coerente com o produto e valores do Grupo, ou seja, circular por design. Foi quando, o time de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) da Solví, ao olhar para o ecossistema de inovação, encontrou parceiros que aceitaram o desafio em co-construir algo totalmente novo. Assim, a embalagem nasceu como uma sequência natural do portifólio sustentável das empresas envolvidas”, relata Ariane Mayer, head de inovação aberta e sustentabilidade do Grupo Solví.

De acordo com os envolvidos em seu desenvolvimento, a embalagem contém em sua composição 57% de PCR Wenew, produto que faz parte do portfólio da Braskem de soluções com conteúdo reciclado. A utilização do PCR na composição da embalagem permite evitar uma média equivalente de 25% de emissões de CO2, em comparação a uma produzida com matéria-prima (PE) virgem.

“Ao investir em parcerias como essa, que envolve desde a concepção da embalagem do produto até sua destinação adequada, a Braskem contribui para impulsionar todos os elos da cadeia rumo à economia circular. A sustentabilidade está no centro de nossa estratégia e estamos muito satisfeitos em encontrar parceiros que compartilham desses mesmos valores, que possibilitam a criação de soluções inovadoras”, explica Fabiana Quiroga, diretora de Economia Circular da Braskem na América do Sul.

A embalagem stand-up pouch foi produzida pela Antilhas. As artes foram impressas com tinta Gelflex Electron Beam, tecnologia exclusiva da empresa, em que é possível se obter uma redução de 50% no consumo de energia e de 95% em emissões de compostos orgânicos voláteis (VOC’s).

“Estamos orgulhosos em lançar nosso novo produto, resultado de um projeto colaborativo. Ampliamos nosso portfólio com uma embalagem que vai além de sua função principal. Ao adotar a tecnologia de impressão EB e incorporar materiais pós-consumo, promovemos o fechamento da economia circular, impactando positivamente o planeta. A Antilhas sempre se dedicou ao desenvolvimento de inovações e tecnologias para embalagens, e o Stand Up Pouch PCR, uma embalagem monomaterial 100% Polietileno (PE), é mais um passo nessa direção. Ao utilizar matérias-primas provenientes da reciclagem, favorecemos o processo de economia circular. Estamos felizes em oferecer aos nossos clientes uma solução sustentável, alinhada com os valores da Antilhas”, disse Carlos Hugo Caramelo, gerente técnico comercial da Antilhas.

Para engajar o consumidor final a fazer parte da circularidade proposta pelo projeto, a embalagem trará orientações quanto ao descarte adequado, que poderá ser realizado em qualquer sistema de coleta seletiva mais próximo, em coletores identificados pela cor vermelha (plásticos) ou na fração seca.


Mais informações:

Braskem
www.braskem.com

Antilhas
www.antilhas.com.br

Grupo Solví
www.solvi.com

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados