Publicidade

Conecta Verde

Swift e Seara, do grupo JBS, ampliam o uso de energia limpa com nova usina solar no interior de São Paulo

Compartilhar

Medida contribui com esforços das empresas do grupo na diminuição do impacto ambiental

 

Editado por Flavius Deliberalli

A Swift e a Seara, empresas do grupo JBS no Brasil, ampliaram o consumo de energia limpa e renovável em suas operações. As duas marcas adquiriram parte da energia produzida pela Usina Fotovoltaica (UFV) Âmbar Saltinho, em Saltinho, no interior de São Paulo, inaugurada no último mês de julho.

De acordo com as empresas, o sistema evitará a emissão de 12,193 toneladas de CO₂ na atmosfera, o mesmo que o plantio de 4 mil novas árvores por mês.

O consumo de energia renovável pelas operações da Swift e da Seara faz parte dos esforços da JBS de se tornar Net Zero em 2040, ou seja, de zerar o balanço líquido de suas emissões e compensar as emissões residuais.

“Em linha com a estratégia Net Zero 2040 da JBS, a Swift tem implementado uma série de iniciativas na área de sustentabilidade, como vans com painéis solares (que vendem produtos da marca em condomínios) e sistemas fotovoltaicos nos telhados de nossas lojas. Atualmente, 65 lojas da Swift já são atendidas por esta fonte. A compra de energia da UFV Saltinho é mais um passo nesta estratégia de consumirmos 100% de fonte de renovável em nossas lojas”, afirma Raphael Jacob, CFO e responsável pelos programas de Sustentabilidade da Swift.

No caso da Seara, a compra de energia da UFV Saltinho tem como objetivo reduzir as suas emissões escopo 3 (indiretas), por meio do fornecimento de energia limpa e renovável para os seus integrados. A energia produzida pela usina será consumida pelos integrados da marca na Região das cidades de Amparo e Nuporanga, no interior de São Paulo. A expectativa é de que, além de trazer mais sustentabilidade, a iniciativa reduza em 20% a conta de luz das instalações.

“Como uma das líderes globais na indústria de aves e suínos, a Seara entende que é o seu papel disseminar as melhores práticas de sustentabilidade e promover o avanço da agenda ESG, melhorando a rentabilidade de todas as etapas do setor e contribuindo para o aumento do bem-estar único: pessoas, meio ambiente e animais”, afirma José Antonio Ribas Junior, diretor-executivo de sustentabilidade da Seara.

Mais informações:

JBS
www.jbs.com.br  

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados