Publicidade

Conecta Verde

“Reporting Matters” analisa relatórios de sustentabilidade de 77 grandes empresas com atuação no Brasil

Compartilhar

Iniciativa do CEBDS, em parceria com o Grupo Report, estudo tem como objetivo aumentar a efetividade dos relatórios e avaliou itens como facilidade de acesso às informações, engajamento de stakeholders e estabelecimento de metas e compromissos

Editado por Flavius Deliberalli

Cada vez mais importantes para as empresas, os relatórios de sustentabilidade são o tema de um novo estudo realizado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), em parceria com o Grupo Report, consultoria de sustentabilidade.

A primeira edição brasileira do Reporting Matters trata-se de uma extensa análise dos relatórios referentes a 2022 de 77 empresas de diversos setores da economia com atuação no país, e avalia a forma como as companhias reportam suas ações, visando promover o aprimoramento dos relatórios, seguindo a metodologia desenvolvida pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), em conjunto com a Radley Yeldar.

Ao todo, foram avaliados 16 critérios e 81 subcritérios, como materialidade, engajamento de stakeholders, verificação externa, metas e compromissos, implementação e controles e impacto. Os dez relatórios com pontuações mais elevadas foram, em ordem alfabética: Ambev, Arezzo, Boticário, CBA, Eneva, GPA, Itaú, Natura, Petrobras e Suzano.

 

“Há uma cobrança crescente por parte de diferentes stakeholders para que as empresas assumam compromissos ligados à sustentabilidade, estabeleçam metas específicas e mensuráveis, realizem ações concretas e sejam transparentes quanto aos impactos gerados – positivos e negativos. Os relatórios de sustentabilidade desempenham um papel de grande relevância nesse contexto. São capazes de contribuir para aumentar a confiança e a credibilidade das empresas. Construir um bom relatório, no entanto, pode ser um grande desafio, já que hoje existem diversos padrões e requisitos”, comenta Ricardo Mastroti, diretor executivo do CEBDS.

Ainda segundo o levantamento, 63% dos relatórios analisados apresentam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) prioritários da empresa, mas somente 10% definiram metas claras ligadas aos ODS. Além disso, 74% dos relatórios receberam auditoria externa (de uma parte ou de todo o relatório); 58% possuem compromisso Net Zero (de reduzir as emissões de gases do efeito estufa) até 2050; 45% responderam seus indicadores em conformidade com as normas GRI e 24% informaram relatar com base nas normas GRI.

“O Reporting Matters Brasil chega em um momento em que o cenário do relato de sustentabilidade se acelera em todo o mundo com o lançamento de novos standards e frameworks, o aumento da pressão dos reguladores e as mudanças climáticas se fazendo presentes nos portfólios dos investidores. Nesse cenário, o estudo se torna uma ferramenta valiosa para guiar as empresas na busca de práticas mais efetivas de comunicação e de gestão”, diz Estevam Pereira, sócio do Grupo Report.

O relatório está disponível para download aqui.


Mais informações:

CEBDS
www.cebds.org

Grupo Report
www.gruporeport.com.br

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados