Publicidade

Conecta Verde

Pesquisa da CNI revela que 81% dos brasileiros adotam hábitos sustentáveis

Compartilhar

Estudo revela ainda que mais da metade (65%) separaram lixo para reciclagem com frequência nos últimos seis meses e 60% reutilizaram ou reaproveitaram embalagens de produtos

Editado por Flavius Deliberalli / Crédito da imagem: LightField Studios / shutterstock.com / Recicla Sampa

Uma recente pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que os brasileiros têm adotado ações relacionadas à conservação do meio ambiente no dia a dia, embora ainda haja espaço para expansão do consumo sustentável. Os dados da pesquisa apontam que 81% dos entrevistados adotam hábitos sustentáveis sempre ou na maioria das vezes. Em 2022, esse índice era de 74%.

E mais, nos últimos seis meses:

– 73% evitaram desperdício de água sempre e 17% na maioria das vezes, somando 90%;

– 69% evitaram desperdício de energia sempre e 20% na maioria das vezes, somando 89%;

– 50% reduziram a produção de lixo sempre e 28% na maioria das vezes, somando 78%;

– 52% reutilizaram água sempre e 22% na maioria das vezes, somando 74%;

– 47% separaram lixo para reciclagem sempre e 18% na maioria das vezes, somando 65%;

– 45% reutilizaram ou reaproveitaram embalagens de produtos sempre e 25% na maioria das vezes, somando 70%;

– 43% reutilizaram o uso de embalagens sempre e 27% na maioria das vezes, somando 70%.

“Todos temos de fazer a nossa parte: governo, sociedade e setor produtivo juntos, no que cabe a cada um para viabilizar a descarbonização da economia. Temos de entrar em um ciclo virtuoso para impulsionar o país para uma economia mais sustentável e alinhada à conservação do planeta e à promoção do bem-estar social”, afirma Ricardo Alban, presidente da CNI.

Outros dados importantes da pesquisa mostram que 62% consideram difícil encontrar produtos sustentáveis em lojas e 45% não verificam se o produto que vão comprar foi produzido de forma ambientalmente sustentável. Os principais entraves para a não adoção de práticas sustentáveis apontados foram falta de campanhas de conscientização (19%), hábitos ruins (15%) e desconhecimento (15%).

Ainda a respeito dos dados da pesquisa, um ponto curioso é que 55% das pessoas analfabetas (ou que apenas sabem ler e escrever) separam sempre o lixo para reciclagem, enquanto que o índice cai entre as pessoas com maior escolaridade: 50% para aqueles com ensino fundamental, 45% com ensino médio e 44% com ensino superior.

A pesquisa completa, que foi realizada pelo Instituto de Pesquisa de Reputação em Imagem e considerou 2.021 cidadãos com idade a partir de 16 anos, nas 27 Unidades da Federação, de 18 a 21 de novembro de 2022, pode ser acessada clicando aqui.


Mais informações:

Portal da Indústria
https://noticias.portaldaindustria.com.br/

Conteúdo por:

Deixe um comentário

Recomendados para você

Pesquisar

Publicidade

Últimas notícias

Temas mais publicados